Release

Release

Solua, o vampirinho vegano

Ele era só uma criança, e vampirinho para completar, mas seu amor pela natureza, pelos animais, sua força e determinação mudaram tudo à sua volta... Solua, o Vampirinho vegano, é uma linda história e uma forma diferente de ensinar o veganismo às crianças e adultos de todas as idades.

 

Tanto a personagem (um vampiro vegano) quanto a história surgiram das observações de Lou de Olivier (uma vegana ao cubo, como ela mesma se intitula) diante das grandes dúvidas que a maioria das pessoas demonstra sobre veganismo.

 

Em suas viagens e participações em eventos, Lou observava sempre a grande dificuldade em obter uma comida vegana, na verdade, precisava até explicar o que é ser vegano aos donos de hotéis e restaurantes e, quase sempre, terminava seu dia estressada, esfomeada e sem se fazer entender. Em viagens mais longas acabava passando só a frutas e água e pensava em fazer algo para mudar isso...

 

Notou também que os próprios veganos, na maioria das vezes, defendiam apenas a não crueldade com os animais, não percebendo que o veganismo faz bem ao organismo humano. Tanto é verdade que, na atualidade, há grandes atletas veganos, há pessoas que chegam saudávies aos cem anos e também são veganos.

 

Lou notou ainda a imensa dificuldade em conseguir ração vegetariana para gatos no Brasil, tendo que explicar em todos os Pet Shops que buscava algo tão simples que já é bem difundido na Europa e Estados Unidos mas, no Brasil, ainda é extremamente questionado.

 

Além de fazer muitos artigos esclarecedores e até colocar no ar o site Ana Vegana que aborda o veganismo fundamentado em Ciências e não apenas como ideologia, Lou pensou em fazer mais. Trazer à Luz alguém que pudesse ensinar de forma divertida e consciente uma mensagem que vai muito além do amor à natureza e aos animais, é o amor universal que inclui também amar o próprio corpo e preocupar-se com o que ingere em termos de alimentação e usa em higiene e beleza.

 

Foi ai que surgiu a ideia de um vampirinho (que teoricamente alimentaria-se de sangue não só de animais mas também de humanos) nascendo vegano, ou seja, gostando de verduras, legumes e frutas, e com extrema capacidade de amar, com garra e determinação, mudando tudo por onde passa... 

Solua é uma homenagem às crianças que, em nossa atualidade, já estão nascendo com uma consciência vegana, muitas delas dando grandes lições nos pais e outros adultos, algumas chegam a transformar suas mães em veganas já na gravidez, fazendo-as sentirem desejos incontroláveis de alimentarem-se com legumes, grãos e frutas e repudiando carnes e derivados de animais. Lou de Olivier sempre afirma que não são as crianças que estão nascendo mais evoluídas ou “adiantadas” e sim os adultos que se atrasaram em seu aprendizado rumo à verdadeira união de todas as espécies. Aliás, Lou foi uma dessas crianças que, já na gravidez, fez a mãe procurar comidas veganas, infelizmente, há mais de cinquenta anos atrás, ao nascer, Lou foi obrigada a ingerir carnes e produtos de origem animal, porém sua essência vegana prevaleceu e hoje não só é vegana como tem no veganismo uma de suas principais causas defendidas.

 

O nome Solua é a junção de sol e lua, o que também é filosófico demonstrando que é na união do dia e da noite que se tem a completude de um ciclo e é na escuridão que se pode ver a Luz. Da mesma forma a indiazinha Luasol tem propositadamente o nome de Solua ao contrário mostrando uma personagem oposta a ele... Todas as outras personagens também tem características filosóficas além de artísticas/literárias tornando o texto vibrante e muito atraente em cada cena.

 

Uma história que, na verdade, é um conto, na medida exata de ensinar uma boa lição, sem estender demais o tema. Mas isso é só o começo, o texto, a princípio, integra o projeto de Lou de Olivier E-book solidário (livros eletrônicos que são vendidos a preços populares e tem suas rendas doadas a diversas instituições) mas já está em fase de seleção de elenco para virar peça teatral, há também o projeto para livro impresso e, na sequência, outras formas virão... E outra boa novidade, a história é relatada em forma de episódio, portanto, em breve teremos também outros episódios do vampirinho que já nasceu de bem com o Universo e já está atraindo muitos fãs antes mesmo de seu lançamento oficial.

 

O lançamento oficial na Internet ocorreu no dia 21/12/2014 (domingo) e o texto já está disponível na loja virtual de Lou de Olivier. Em breve anunciaremos data oficial de (re)estréia do espetáculo teatral.